manutenção em ar

condicionado

O serviço de manutenção de ar condicionado envolve o cuidado com as peças e o processo de limpeza. Realizamos dois tipos de serviço: a manutenção preventiva e a corretiva.

 

Na manutenção preventiva, o propósito é garantir o funcionamento contínuo dos equipamentos, ao mesmo tempo em que busca aumentar a vida útil das peças. Fazemos testes (pressão, tensão, etc), limpamos cada componente e buscamos possíveis situações que podem gerar complicações futuras. Já na corretiva, trabalhamos em cima de problemas técnicos e outras situações que podem ter comprometido o desempenho do aparelho.

Quando-investir-em-um-curso-de-instalaçã

Em ambos os casos, buscamos na sua casa / empresa / escritório e entregamos com velocidade e praticidade. Após a retirada do ar condicionado, realizamos testes e análises de modo a descobrir o que está acontecendo e encontrar a melhor solução. Caso seja necessário, vem incluso a troca de peças. 

 

A limpeza dos componentes é parte do pacote. Além de necessária, é obrigatória por lei.

Higienização dos equipamentos

O Ministério da Saúde, por meio da portaria 3.523/98, resolução nº 176 e 09, estabelece os padrões necessários para a qualidade do ar em ambientes climatizados. Logo, a limpeza do ar condicionado é necessária para evitar problemas respiratórios e estar de acordo com a legislação.

 

A frequência de higienização depende da forma com que seu equipamento é utilizado. Para empresas ou casas, para manter o ar limpo e saudável, recomenda-se que o processo seja feito a cada 15 dias. Em ambientes muito frequentados, o ideal é que a higienização do filtro seja feita uma vez por semana.

 

Outras vantagens do serviço são:

  • Melhora a eficácia e rendimento do ar;

  • Reduz os gastos com reparo e trocas de peça;

  • Prolonga a vida útil do equipamento;

  • Evita quebras;

  • Redução de ruídos;

  • Ar mais saudável, puro e de qualidade;

  • Redução do consumo de energia.

Empresas cujo sistema de climatização ultrapassam 5TR (60.000 BTU/h), precisam apresentar um Plano de Manutenção, Operação e Controle, conhecido como PMOC. Entenda mais a seguir.

Consequências de não implantar o PMOC

É fundamental que o seu sistema de ventilação esteja de acordo com a lei para evitar problemas legais. Entre as principais consequências do seu não cumprimento, está:

 

- Ser multado, em até R$200.000,00, pelo não cumprimento da portaria 3.523 e Re 176;

- Causar uma microepidemia de doenças oriundas da má qualidade do ar (síndrome do edifício doente);

- Responder a processo judicial de reparação de danos por promover disseminação ou agravamento de doenças respiratórias pré-existentes;